Mesmo com avanço do vírus, isolamento social cai na Bahia

Enquanto tem crescido o número de infectados pelo coronavírus, a adesão ao isolamento social caiu na Bahia e ficou abaixo da média nacional, segundo pesquisa realizada entre os dias 27 e 29 de abril pelo DataPoder360. O levantamento, que está em sua segunda rodada, é uma parceria do Grupo A TARDE com o jornal digital Poder360, com o patrocínio da Associação Comercial da Bahia (ACB).
O índice de baianos que disseram sair de casa para trabalhar subiu de 27% para 37% em duas semanas, enquanto a média brasileira passou de 32% para 31%, de acordo com a pesquisa. Em Salvador, os números de adesão ao isolamento também pioraram, subindo de 27% para 33% os entrevistados que afirmaram ter saído para trabalhar.
“Acredito que seja uma combinação de fatores econômicos, pessoas precisando trabalhar para tentar pagar as contas, e possivelmente a retórica confusa e ambígua sobre a quarentena vinda do governo federal. E acredito que também um pouco de fatores psicológicos, de as pessoas simplesmente quererem sair de casa”, avalia Rodolfo Costa Pinto, cientista político do DataPoder360, divisão de estudos estatísticos do Poder360.
Além do fator econômico, o cientista político acredita que, como na Bahia a situação é até então menos pior do que em outros estados, “as pessoas podem achar que é menos arriscado sair de casa”.
Comentários
0 Comentários