Após senador flagrado com dinheiro na cueca, senado estuda impedir que parentes sejam suplentes.


Em tentativa de inibir o nepotismo no senado, um projeto de lei propôs o impedimento de esposo ou esposas como suSegundo o texto, não podem ser eleitos como suplentes de senador o cônjuge do candidato, seu companheiro e parentes em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau. Além disso, a dissolução da sociedade ou do vínculo conjugal não afasta essa inelegibilidade.

Segundo o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), autor do projeto, o caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com cerca de R$ 30 mil na cueca e que é substituído pelo filho, que é seu suple“Tal fato provocou a saudável e justa indignação da sociedade brasileira, que não mais aceita conviver com o nepotismo, a corrupção e outros vícios que deslustram a atividade política. Desse modo, é preciso por um fim a essa situação esdrúxula e contrária aos ideais republicanos, que permite aos parentes consanguíneos ou afins do candidato titular ao Senado serem seus suplentes”, argumentou.

Até então não há data prevista para a votação do tema no Senado.
Comentários
0 Comentários