Itália decreta toque de recolher em meio à segunda onda de Covid na Europa



O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, assinou um decreto, na noite de terça-feira (3), 
estabelecendo novo toque de recolher em todo o país, em razão do surgimento da segunda onda de Covid-19 na Europa.

A restrição será das 22h às 5h, com início nesta quinta-feira (5) e previsão de término em 3 de dezembro. A Itália é o 6º país com maior número de mortes pela Covid-19, com 39,4 mil registros, e o 12º com mais casos, 760 mil, no mundo, de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins.

O país registrou um recorde de 31.756 novos infectados no último sábado (31), mas o número de mortes continua abaixo das registradas na primeira fase da doença, entre os meses de março e abril. Foram 353 óbitos nesta terça contra um pico de 919 registrados em 27 de março.

O anúncio do toque de recolher acontece logo após Alemanha, França e Reino Unido terem anunciado lockdowns para frear a nova onda de contágio que se espalha pelo continente. Para o novo toque de recolher a Itália foi dividida em três zonas: vermelhas, laranjas e verdes.


Comentários
0 Comentários