Pastor Adventista é afastadso em caráter de urgência pela Igreja

 


Não é só no Brasil que a Igreja sofre com afastamento de pastores. Nesta segunda-feira 22/11, a Divisão da América do Norte responde à declaração da Conferência da Grande Nova York sobre comentários prejudiciais feitos pelo pastor Burnett Robinson, titular de uma Igreja Adventista na cidade de Nova York, fez comentários que pareciam endossar o estupro conjugal. Os comentários de Robinson indicaram que ele apoiava a ideia de os maridos serem donos inteiramente de suas esposas.
Diante dos fatos uma petição pedindo a renúncia de Robinson foi iniciada.


Burnett Robinson, pastor sênior da Igreja Adventista do Sétimo Dia Grand Concourse na cidade de Nova York (Estados Unidos), está sendo criticado por comentários que aparentemente encorajaram o estupro de esposas por seus maridos.


“Eu quero que vocês saibam desde o início, senhoras, que uma vez que vocês se casem, vocês não são mais suas. Você é do seu marido ”, disse Robinson em um videoclipe . “Enfatizo isso porque vi no tribunal outro dia na TV uma senhora que processou o marido por estupro. O sermão do pastor foi pregado numa Igreja Adventista em 13 de novembro de 2021. TÍTULO DO SERMÃO: “Impasse profano ou casamento sagrado?”


Os comentários geraram indignação entre muitos, e uma petição foi iniciada no Change.org dois dias atrás, pedindo a renúncia de Robinson.


Veja abaixo o comunicado oficial da Igreja Adventista que não compactua com esse tipo de coisa.


Declaração da Divisão Norte-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia:

Condenamos de todo o coração qualquer forma de comportamento ou retórica que perpetra qualquer tipo de violência contra a mulher - ou qualquer pessoa. Não é isso que a Igreja Adventista do Sétimo Dia acredita. Apoiamos a declaração emitida pela Associação dos Adventistas do Sétimo Dia da Grande Nova York e oramos por aqueles que foram feridos pelos comentários prejudiciais e infelizes que foram feitos.
Declaração da Conferência da Grande Nova York da Igreja Adventista do Sétimo Dia:

A Conferência da Grande Nova York de Adventistas do Sétimo Dia pede desculpas pelos comentários recentes do Pastor Burnett Robinson sobre estupro e violência sexual contra mulheres. Seus comentários causaram muitos danos e reabriram as feridas sofridas por tantos. Oramos por sua cura. Os adventistas acreditam na dignidade de todas as pessoas, e ninguém deve ser objeto de violência de qualquer tipo, por qualquer motivo.
O pastor Robinson lamenta profundamente a declaração e sabe que causou danos e pediu desculpas sem reservas. A administração da Conferência da Grande Nova York se reuniu com ele e o colocou em licença administrativa, com efeito imediato. Estamos empenhados em continuar a buscar reparação ao buscarmos expressar o espírito de Cristo.


Nota...

A declaração infeliz do Pastor já virou manchete em quase todos os jornais do mundo com o titulo " O pastor que chamou os maridos para estuprar suas esposas é colocado em licença" Notemos que o objetivo de satanáis é levar nossa Igreja a falência doutrinária e tem usado pastores... Vamos continuar orando