Proteções federais necessárias, dizem os líderes da Igreja


Os líderes da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Austrália estão entre os 25 líderes religiosos que divulgaram uma declaração antes do lançamento antecipado do último esboço do Projeto de Lei sobre Discriminação Religiosa.

Na declaração, os líderes religiosos, incluindo o presidente da Igreja australiana, Pastor Terry Johnson, e o diretor nacional da Adventist Schools Australia, Dr. Daryl Murdoch, expressaram sua gratidão pela ampla consulta do governo sobre o projeto de lei, que deverá ser debatido no parlamento amanhã (23 de novembro) .

“Esta consulta é apropriada, dado que qualquer projeto de lei terá necessariamente um efeito significativo sobre as pessoas de fé e os corpos religiosos e organizações que eles estabeleceram”, disse o comunicado.

As proteções contra a discriminação religiosa em nível federal estão “muito atrasadas”, de acordo com a declaração: “. . . federalmente, há atualmente pouca ou nenhuma proteção legislativa contra a discriminação dirigida a uma pessoa com base em sua identidade e crença religiosa, e há inconsistências na maneira como os estados e territórios trataram a questão, se é que o fizeram.

“Isso contrasta com a existência de legislação federal que protege contra a discriminação com base em alguns outros atributos.”

O projeto foi prometido pelo primeiro-ministro Scott Morrison na eleição de 2019 e se baseia na revisão da liberdade religiosa de 2018 conduzida pelo ex-procurador-geral Philip Ruddock.

O pastor Michael Worker, diretor de liberdade religiosa e assuntos públicos da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Austrália, exortou os membros da igreja a orar sobre o assunto.

“Por favor, ore por nossa nação e pelos líderes de nossa nação enquanto eles se reúnem para debater o projeto de lei”, disse ele, “para que continuemos a ser uma sociedade pacífica e tolerante, onde todos trabalham juntos para o bem comum. É importante que a Austrália continue a prosperar como uma sociedade pluralista moderna, onde os direitos humanos básicos são justos e razoavelmente equilibrados. ”