Nas cidades vai faltar água e comida .

As calamidades em terra e mar, as condições sociais agitadas, os rumores de guerra, são portentosos. Prenunciam a proximidade de acontecimentos da maior importância. As forças do mal estão-se arregimentando e consolidando-se. Elas se estão robustecendo para a última grande crise.

Grandes mudanças estão prestes a operar-se no mundo, e os acontecimentos finais serão rápidos.
Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 280.

“Sérias aflições se encontram perante nós; e sair das cidades se tornará uma necessidade para muitas famílias”
(A Ciência do Bom Viver, p. 364).

Viver no campo ou na cidade? Deixar os centros urbanos ou realizar um ministério dentro deles? Essas são perguntas que têm despertado discussão na igreja por mais de um século. Qual é a visão correta, a decisão equilibrada, o momento certo? Os últimos acontecimentos do cenário profético têm aumentado o interesse por esse tema tão sensível e, para evitar decisões imprudentes, precisamos ter uma visão abrangente dos escritos de Ellen White.

São enfáticos os conselhos da autora sobre a vida no campo, especialmente para aqueles que buscam mais pureza e sensibilidade espiritual: “O apelo é para que o nosso povo fixe residência a quilômetros de distância das grandes cidades” (Eventos Finais, p. 95).
Comentários
0 Comentários