Silas Malafaia faz oposição ao Adventista Humberto Martins e convence presidente indicar André Mendonça ao STF


O Pastor Silas Malafaia fez direitinho o lobby no STF contra uma eventual indicação do presidente do STJ, Humberto Martins, à vaga que será deixada por Marco Aurélio . O candidato preferido do pastor é o atual AGU e ex-ministro da Justiça, André Mendonça,  que é pastor presbiteriano e conquistou a confiança de Bolsonaro por sua atuação à frente da AGU e do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, pasta que também comandou por quase um ano, após a saída de Sergio Moro.

Malafaia fez uma oposição ferrenha ao presidente do STJ, Humberto Martins, contra sua indicação ao STF, chegando a dizer que Disse que ele não encarna o “terrivelmente evangélico”, perfil prometido pelo presidente na próxima indicação. Não é o caso de André Mendonça, segundo o pastor. Ainda de acordo o Silas STJ, Humberto Martins, não tem aprovação do mundo evangélico para uma vaga no Supremo Tribunal Federal.
Segundo o pastor, para muitos evangélicos, a Igreja Adventista, de Humberto Martins, nem é evangélica. “Há pontos doutrinários de alta discordância, como o guardar o sábado, por exemplo”, disse.

Depois de todo boicote do Pastor Silas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pretende indicar  André Mendonça, para o Supremo Tribunal Federal (STF). A escolha foi comunicada a outros ministros do governo na última  terça-feira (6/7).

A indicação, porém, só deve ser formalizada após sábado (12/07), quando o ministro Marco Aurélio se aposenta, por completar 75 anos.

Silas Malafaia se mostrou um inimigo da Igreja Adventista , colocando em cheque suas doutrinas, enquanto isso, muitos supostos  Adventistas idolatram o pastor Silas Malafaia.